Os pesquisadores analisaram estudos que relacionavam o uso de CBD com o tratamento de condições respiratórias. Eles acreditam que a substância pode ser uma solução para a COVID-19, mas são necessários mais estudos.

Os casos de coronavírus COVID-19 continuam aumentando em diversos países e, infelizmente, o Brasil é um dos líderes da lista. Contudo, médicos e cientistas de todo o mundo estão batalhando para encontrar uma solução. Há algumas semanas, o Ganja Talks publicou um artigo sobre uma pesquisa em Israel, que usou a cannabis para compreender o processo biológico contra o vírus. E não é apenas Israel que quer usar a planta para curar os pacientes infectados. 

Em um artigo publicado na revista “Brain, Behavior, and Immunity”, a Universidade de Nebraska e o Instituto de Pesquisa Biomédica do Texas recomendam que sejam realizadas mais pesquisas relacionando o uso de CBD no tratamento de complicações pulmonares causadas em decorrência da COVID-19. Eles relataram que a substância tem efeitos anti-inflamatórios que podem reduzir inflamações no pulmão.

O coronavírus COVID-19 pode causar uma tempestade de citocinas no organismo humano, uma reação que descontrola as células imunológicas e pode levar à morte. É exatamente aí que a cannabis entra. Justamente por conta dos efeitos anti-inflamatórios, o CBD pode diminuir as complicações e, consequentemente, salvar pacientes com sintomas severos.

As propriedades anti-inflamatórias do CBD já são conhecidas há algum tempo. Justamente por isso, os cientistas querem entender mais sobre o uso em pacientes com COVID-19. 

CBD já ajudou em outras condições pulmonares

Outras pesquisas já apresentaram resultados positivos sobre o uso de CBD no tratamento de inflamações pulmonares, inclusive para reduzir citocinas pró-inflamatórias e outros sintomas que também podem ser causados pela COVID-19. Um outro estudo aponta que o CBD foi capaz de diminuir citocinas pró-inflamatórias em animais, além de reduzir fibrose pulmonar.

Apesar do CBD ser a substância medicinal mais usada, os pesquisadores indicam que existem outros canabinóides anti-inflamatórios. O próprio THC já se provou uma ótima opção, porém, pode causar alguns efeitos colaterais, como ansiedade, desorientação e batimento acelerado.

Além de reduzir inflamações, o CBD também é uma ótima medicina para reduzir a ansiedade. Ao mesmo tempo que ajuda no tratamento do corpo, o canabidiol também repousa a mente.

As muitas incertezas associadas à pandemia da COVID-19, como a economia, emprego e perda de conexão pessoas, podem alimentar a depressão, o medo e a ansiedade. O CBD mostrou-se promissor como uma terapia alternativa para o tratamento clínico dos transtornos de ansiedade”, foi publicado no estudo.

É importante ressaltar que, até o momento, não existe nenhum estudo específico apresentando uma relação do uso de cannabis no tratamento da COVID-19. No artigo publicado na revista “Brain, Behavior, and Immunity”, os pesquisadores apenas mostraram que o CBD pode curar sintomas que também surgem em pacientes infectados com o vírus.

Fonte: Brain, Behavior, and Immunity e Forbes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.