© 2017 by GanjaTalks

  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Literatura infantil combina com cannabis?

09/12/2016

 

 

 

 

Um dos assuntos mais delicados envolvendo o universo da maconha é o contato da erva com os menores de idade. Para muitos, um tabu inquebrável, para outros, uma conversa cada vez mais urgente. Fato é que com a (lenta) mudança da mentalidade e percepção dos cidadãos em relação à maconha, é provável que cada vez mais cedo, crianças e adolescentes entrem em contato, direta ou indiretamente com a maconha.

 

É difícil encontrar quem nunca teve problemas com os pais, ou sofreu aquela gozação por parte dos amigos mais “caretas”. Dos problemas mais presentes na vida de quem fuma maconha, a relação com os familiares e pessoas mais próximas que são contrárias ao seu uso pode acabar, por vezes, barrando qualquer tipo de conversa ou debate entorno do tema. 

 

Buscando uma relação menos dogmática e mais esclarecida sobre como educar os pequenos em relação às drogas, alguns autores tocaram na ferida e publicaram histórias para crianças tendo a maconha como tema. Confira a seguir três livros infantis que abordam o tema da maconha tão naturalmente quanto a própria planta:

 

 “It’s Just a Plant” (É só uma planta), de Ricardo Cortés

 

O livro conta a história de Jackie, filha de uma usuária medicinal de cannabis, que ao se deparar com os pais fumando, questiona a mãe sobre aquilo. Quando ela conta à filha que estavam fumando um baseado de maconha, a menina fica confusa. A mãe então, decide levar a pequena em um passeio de bicicleta para informá-la sobre o que é a erva.

 

 

Durante a história, o autor aborda a indústria de cannabis medicinal que floresce cada vez mais, por meio do personagem  Farmer Bob, que planta tanto vegetais, quanto maconha. A ideia é criar uma familiarização com a planta, demonstrando que ela é utilizada por pessoas comuns em seus cotidianos, além é claro de mostrar uma mensagem de que aquilo é somente para adultos.

 

“If A Peacock Finds A Pot Leaf” (Se um pavão achar uma folha de maconha), de Morgan e Geneva Carman

 

 Através dessa parábola, a autora Morgan Carman procura quebrar estereótipos em relação à erva, destacando seu lado medicinal. O personagem principal, Peter the Peacock encontra uma folha de maconha em uma excursão e logo mostra aos seus amigos. Ao longo da história, outros animais vão contando seu envolvimento com a erva. Corujas, aranhas, camelos e castores contam como a planta os ajuda nos problemas que possuem, como insônia, depressão, ansiedade e até mesmo câncer.

 

“Stinky Steve Explains Kids Who Use Cannabis” (Steve,o Fedido, explica as crianças que usam maconha), de Maggie Volpo

 

Talvez o livro com tema mais delicado entre os três, a autora Maggie Volpo traz uma abordagem educativa sobre uso pediátrico em pacientes mirins por problemas de saúde como epilepsia, câncer e distrofia muscular, três das condições nas quais o uso da cannabis é comprovadamente benéfico ao paciente.

 

A autora ainda discute temas como o Serviço de Proteção à Criança, aplicação de leis e aspectos básicos que afetam o cotidiano tanto das crianças pacientes de maconha, quanto o de seus pais, uma vez que decidem pelo tratamento pediátrico com a erva.

 

É importante ressaltar que nenhum dos três livros refere-se a maconha como algo a ser usado por todos, de todas as idades. O que existe por trás dessas iniciativas é a conscientização e o debate honesto, inclusive com os menores de idade, buscando uma alternativa de conscientização em detrimento do diálogo repressor e preconceituoso.

 

Fonte: http://www.dopemagazine.com/canna-kids-books-educating-the-next-generation/

Please reload

gt-banner-quadrado-volta-ao-mundo.gif

destaques

Please reload

nas redes sociais

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

INSTAGRAM