A internet enquanto plataforma de interação e divulgação de conteúdo canábico

07/26/2017

 

 

A internet trouxe consigo uma infinidade de canais e plataformas para se comunicar, e junto dela vem se consolidando uma geração criativa, formada por jovens de classes sociais distintas, mas que utilizam os mesmos meios para compartilhar informação e conteúdo, muitas vezes de causas que são ignoradas pela grande mídia, como é o caso da cannabis, que por muito tempo esteve fora de pauta, mas que na internet já possui sites especializados, canais no Youtube, páginas no Facebook, e perfis no instagram,  mostrando toda a amplitude e democratização produzida pela internet, que também se tornou uma ferramenta rentável para quem produz conteúdo de qualidade. 

É o caso de alguns projetos que estarão presentes na 2ª edição do festival Ganja Talks - 30 Anos do Verão Lata, que acontece nos dias 29 e 30 de julho, na Vila Madalena, em São Paulo, onde seus membros irão falar mais sobre essa relação entre cannabis, e a nova mídia digital que vem se tornando a principal ferramenta de comunicação de grandes marcas, mas também de viralização de ideias, falando mais sobre o que há por trás desse universo que vem há anos buscando uma fidelização com seu público e agora colhe frutos do trabalho que teve início quando maconha ainda era um tabu. 

 

Desde 2011 no ar, denonimando-se como a "revista diária de maconha", o Smoke Buddies aposta em conteúdo jornalístico informativo sobre a cannabis, divulgando notícias nacionais e internacionais, e ainda realizando coberturas em outros países, compartilhando esse material não só através do site, mas também do Instagram e do Facebook, deixando todos os seguidores por dentro do que que está rolando sobre a cannabis. Os fundadores do Smoke Buddies, Dave Coutinho e Celso Junior, vão estar falando justamente sobre a importância da conexão entre influencers para o compartilhamento de ideias e informações sobre cannabis, e claro sobre esse espaço para o jornalismo canábico que vem se expandindo cada vez mais. Afinal, se nos Estados Unidos, a mídia canábica vem se tornando cada vez mais influente, concedendo até prêmios às empresas do ramo, no Uruguai, na semana em que a cannabis chegou nas farmácias, um jornal local dedicou um espaço diário para falar do assunto.

 

No mesmo sentido de informar, porém abordando uma quantidade mais ampla de conteúdos que vão muito além de maconha, mas que também visam provocar o debate e a discussão entre seus seguidores, com temas como sustentabilidade, racismo, drogas, feminismo, entre outros, a página Quebrando o Tabu, criada por Guilherme Melles, para divulgar o documentário de mesmo nome,  conta hoje com mais de 7,5 milhões de seguidores no Facebook interagindo diariamente pela plataforma, com posts diários, assim como o site Hypeness, focado em conteúdo criativo e inovador, que possui no Facebook, sua principal plataforma para interação, com mais de 1 milhão de seguidores. Criado pelo casal Emerson Viegas e Jaque Barbosa, o portal é um referência em empreendedorismo inovador, de dois jovens que estavam frustrados com suas carreiras convencionais e decidiram arriscar uma nova forma de vida. 

 

Mas falar de maconha nem sempre é possível sem dar umas boas risadas, e o canal Umdois surgiu para juntar humor e cannabis, registrando tudo isso em conteúdo audiovisual no Youtube, atuando como uma espécie de vlog, que já reúne mais de 200 mil inscritos, e inclui vídeos ao vivo, e claro, muita maconha e troca de ideias entre os integrantes que são amigos e consumidores. A galera do canal umdois também vai estar no Ganja Talks, falando sobre conteúdo canábico na internet, junto com o Quebrando o Tabu e o Hypeness. 

 

Existem ainda fóruns específicos para cultivo, como é o caso do Growroom, o Jornal da Maconha do Hempadão, que é apresentado como um telejornal, além de outros Youtubers, como a NahBrisa que grava vídeos contando suas experiências canábicas, e o Eu, a Maconha e uma câmera, do Henrique Reichert, que traz informações exclusivas do Uruguai, onde o cultivo e o consumo já estão regularizados. O fortalecimento dos canais de mídia canábica acabam contribuindo para o debate e divulgação da cultura da planta no país, de um modo acessível para todos que têm acesso a internet. 

 

Imagens: Ganja Talks

 

Please reload

gt-banner-quadrado-volta-ao-mundo.gif

destaques

Please reload

nas redes sociais

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

© 2017 by GanjaTalks

  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square