© 2017 by GanjaTalks

  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Então a cannabis virou negócio de banqueiro?

 

 

O jornalista Marcelo Tognozzi afirma que a cannabis virou negócio de banqueiro. Investidores bilionários não querem ficar de fora do 'green rush' e dinheiro não será problema para o desenvolvimento da indústria canábica.

 

 

Maconha agora é negócio de banqueiro! Será mesmo?

Talvez você tenha visto o jornalista Marcelo Tognozzi afirmando que, agora, a maconha virou um negócio de “banqueiros e grandes investidores internacionais”.

 

Para defender sua tese, Tognozzi, cita um dos homens mais ricos do mundo, o bilionário das finanças George Soros.

 

Em 2010 Soros escreveu um artigo para o Wall Street Journal, intitulado “Porque eu apoio a legalização da maconha”. 

 

Soros abre o artigo constatando o que sabemos há décadas: “As nossas leis sobre cannabis estão fazendo mais mal do que bem. A criminalização da maconha não impediu que ela se transformasse na substância ilegal mais amplamente usada nos Estados Unidos e em muitos outros países.”

 

E continua constatando o óbvio: “Gastamos bilhões de dólares dos impostos para fazer cumprir uma proibição impossível de ser garantida. As cerca de 750 mil prisões realizadas a cada ano por posse de pequenas quantidades de maconha representam mais de 40% de todas as prisões por drogas.”

 

Soros já gastou milhões de dólares em campanhas e estudos que apoiam a legalização, através de sua ONG de filantropia, Open Society.

 

Tognozzi cita ainda outro bilionário que é inteiramente favorável à liberação da cannabis, o visionário empreendedor Sean Parker, co-criador do Napster e o primeiro investidor a acreditar em Mark Zuckeberg e seu Facebook.

 

É citado ainda o advogado Vincent Sederberg, um dos maiores lobistas da indústria canábica, com clientes no mundo todo, de associações de produtores a grandes indústrias.

 

 

A cannabis é a bola da vez

Não podemos negar. A cannabis é a bola da vez. O termo “green rush”, em alusão à “corrida do ouro” não poderia ser mais apropriado. A legalização da cannabis, que avança no mundo está produzindo milionários em série, é fato.

 

É natural que os grandes bancos e investidores, experientes na “arte de ganhar dinheiro” não queiram ficar de fora dessa festa. De acordo com o banco de Montreal, em 2026 a indústria da cannabis dos Estados Unidos e do Canadá irá gerar aproximadamente 200 bilhões de dólares.

 

Embora no Brasil a ignorância e o obscurantismo a respeito da cannabis ainda tenham um espaço relevante no debate público, no resto do mundo já se tem a certeza de que a legalização trás muito mais aspectos positivos do que negativos.

 

Sabemos que muito do dinheiro que irá irrigar a indústria canábica virá dos investidores bilionários.

 

O que não podemos permitir é que pessoas de fora do universo canábico se apropriem do espaço, aproveitando o vácuo de pessoas preparadas para assumir as posições de protagonismo da indústria.

 

Exatamente por isso precisamos estar preparados para tomar as rédeas do mercado e impedir que forasteiros que estejam apenas pensando no lucro fácil se apropriem do espaço.

 

 

Matéria Citada: LINK

 

Please reload

gt-banner-quadrado-volta-ao-mundo.gif

destaques

Please reload

nas redes sociais

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

INSTAGRAM