NBA deve permitir uso de maconha entre os jogadores

06/15/2020

 

A maior liga de basquete dos Estados Unidos, NBA, deve retirar a maconha da lista de substâncias proibidas no antidoping

 

 

A maconha é uma planta que, após muitos anos de desinformação, está sendo pauta em diversas áreas. Infelizmente, a erva é um tabu para a maioria das pessoas e, por isso, ela ainda é proibida em diversas situações. Há alguns anos, o mundo do esporte detestava tudo sobre o uso da cannabis, mas esse cenário está mudando aos poucos. Felizmente, agora a sociedade está entendendo que o uso medicinal e recreativo da cannabis não é um motivo para grandes preocupações. Justamente por isso, a NBA deve retirar a maconha da sua lista de drogas proibidas.

 

De acordo com informações da revista The Athletic, a maconha não é mais uma substância acusada nos controles antidoping realizados pela NBA. Ou seja, os atletas não serão mais punidos se forem pegos consumindo maconha. A nova medida deve começar a ser usada na volta dos jogos, que está programada para acontecer em julho.

 

Apesar de ser um tema mais discutido globalmente, a maconha ainda é um tabu em muitos lugares. E no esporte não é diferente. Muita gente lembra de como o nadador Michael Phelps foi tratado em 2016, quando descobriram que ele fumava maconha. A imprensa e o público o julgaram um falso atleta, como se a maconha fosse responsável por todos os problemas da vida dele. Felizmente, esses tempos passam e grandes organizações, como a NBA, acabam se posicionando a favor da maconha. E não é a favor da substância em si, é a favor de uma sociedade que entenda mais sobre o uso social e medicinal da erva.

 

Até há alguns anos, atletas também eram expulsos após resultados controversos em testes antidoping. Agora, um jogador da NBA pode fumar um baseado tranquilamente, sem ter medo de ser expulso do time.

 

É claro, o antidoping deve ser tratado de forma séria por todas as organizações de esporte. Ainda existem muitos atletas que usam substâncias proibidas para melhorar a capacidade física e, assim, burlam as competições. Porém, até o momento, não existem estudos que ligam uma  "vantagem esportiva" ao uso maconha, seja pela ingestão ou combustão.

 

Felizmente, esse é um ótimo passo realizado pelas organizações de esporte em países legalizados. A Major League Baseball (MLB) também é um exemplo recente e, no fim de 2019, retirou a maconha da lista de drogas banidas entre os atletas de Baseball.

 

Há alguns anos, a WADA (World Anti-Doping Agency), agência mundial de antidoping, já havia aumentado o limite de uso de maconha por atletas. Assim, eles podiam fumar tranquilamente até dois dias antes de realizarem os testes antidoping. Agora, a WADA incentiva que os jogadores não sejam punidos pelo o uso de maconha, já que a planta é uma droga de uso social e não foi criada para aumentar a performance dos atletas.

 

E você… o que acha do uso de maconha no âmbito esportivo?

Please reload

gt-banner-quadrado-volta-ao-mundo.gif

destaques

Please reload

nas redes sociais

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

© 2017 by GanjaTalks

  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square