© 2017 by GanjaTalks

  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Vendas legais de cannabis atingem US$ 2 bi em 11 meses na Califórnia

02/20/2019

O ano de 2018 deve ser lembrado na Califórnia como o início de uma nova era, devido à regulamentação do mercado de cannabis recreativa. O Estado Dourado registrou mais de 2,2 bilhões de dólares em vendas através dos canais licenciados pelo governo estadual nos primeiros 11 meses de 2018, de acordo com relatório produzido pela equipe de pesquisa do Marijuana Business Daily (os números de dezembro não estavam disponíveis na data de publicação do documento).

 

Mesmo com resultados expressivos de vendas legais de cannabis, de acordo com o mesmo relatório, o mercado ilegal de cannabis não só continuou a existir, como também prosperou perante algumas empresas licenciadas. Empresas estas que, durante o ano passado, sofreram com novas regulamentações estaduais e locais, novos impostos que elevaram os preços dos produtos e fizeram muitos consumidores voltarem para o mercado ilegal.

 

A estrutura dualizada de licenciamento que exige que empresas tenham primeiro autorização da cidade ou condado antes de obter licenças estaduais contribui com esse fato. Muitos fornecedores que abasteciam o “mercado informal” de cannabis medicinal na Califórnia antes de 2018 acabaram sendo excluídos do mercado legal, seja pelo limite de licenças locais ou pela proibição de cidades e condados devido ao modelo de negócio.

 

Apenas 161 dos 482 municípios da Califórnia e 24 dos 58 condados optaram por permitir qualquer tipo de atividade comercial de cannabis, de acordo com a CannaRegs, que monitora o desenvolvimento da cannabis no estado.

 

No Triângulo Esmeralda - os condados de Humboldt, Mendocino e Trinity no norte do estado, que abastecem o mercado ilegal dos EUA há décadas - havia aproximadamente 68.000 pequenas fazendas de cannabis, de acordo com uma estimativa da Associação de Produtores da Califórnia no início de 2018. Porém, em janeiro de 2019, apenas 5.000 licenças e autorizações, aproximadamente, foram emitidas pelo estado para a região.

 

O relatório afirma que as milhares de outras empresas que não obtiveram licenças simplesmente não desapareceram ou deixaram o setor. Em vez disso, elas continuam operando de uma forma ou de outra. Na cidade de Los Angeles, o comércio ilegal de cannabis tem sido um problema, tanto para os agentes da lei quanto para os varejistas licenciados que pagam impostos estaduais e municipais e apenas assistem seus concorrentes não licenciados os boicotarem através dos preços dos produtos.

 

Ainda que esse seja o cenário atual, especialistas veem o mercado ilícito encolhendo com o passar dos anos, com consumidores migrando para o varejo legal e os preços no atacado caindo. Até o final de 2020, as vendas estimadas de cannabis medicinal e recreativa no varejo podem chegar a 5 bilhões de dólares na Califórnia, segundo o relatório “California: one year in” produzido pela Marijuana Business Daily. Isso significa que, embora as dificuldades e a concorrência por participação de mercado sejam intensas, há uma grande fatia para ser dividida entre aqueles dispostos a lutar por ela.

 

Saiba mais em:

Marijuana Business Daily

 

Please reload

gt-banner-quadrado-volta-ao-mundo.gif

destaques

Please reload

nas redes sociais

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

INSTAGRAM