No Uruguai, 54% dos consumidores usam cannabis legal

05/04/2018

O Instituto de Regulação e Controle da Cannabis (IRRCA) do governo do Uruguai divulgou um levantamento que aponta que mais da metade dos consumidores uruguaios recorre aos meios legais de consumo da erva - seja o autocultivo, o cultivo em cooperativas ou clubes, ou a compra em farmácias, que foi liberada em julho do ano passado.

 

"Até dia 5 de abril de 2018, há 34.108 pessoas autorizadas a acessar a maconha de forma regulamentada. São 23.161 pessoas que compõem o cadastro de compradores em farmácias, 8.418 registrados como auto-produtores e 2.529 são registrados como membros de 90 clubes de cultivo regulamentados no país", afirma o documento. 

 

O montante representa apenas 23% das 147 mil pessoas que o governo estima serem consumidoras de maconha no país. Ainda assim, as duas empresas que produzem para o Estado, responsável por distribuir a cannabis às farmácias, não conseguem suprir a demanda, de acordo com o levantamento. Desde a primeira venda em julho do ano passado, o Uruguai vendeu 752 kg de maconha através das farmácias.

 

"Espera-se que esta situação sofra modificações na medida em que mudanças são processadas que levam a uma maior legitimidade de certos tipos de consumo, como pode ser considerado no caso da maconha. A regulamentação do seu mercado que terá impacto na redução da subnotificação e, portanto, na expansão de dados dos consumidores", explica o documento.

 

Saiba mais em:

 

Instituto de Regulação e Controle da Cannabis (IRRCA)

Exame 

Correio do Povo

Please reload

gt-banner-quadrado-volta-ao-mundo.gif

destaques

Please reload

nas redes sociais

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

INSTAGRAM

© 2017 by GanjaTalks

  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square