© 2017 by GanjaTalks

  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Cinco destinos (verdes) para incluir na sua wishlist

01/11/2018

O ano começou e, para muitos, os planos para as próximas férias também. E, para quem não abre mão dos rituais canábicos recreativos nesse período, a boa notícia é que existem destinos onde turismo e maconha podem, sim, coexistir. 

Para além do eixo Amsterdã-Califórnia-Jamaica, já conhecido por muitos viajantes canabistas, selecionamos cinco destinos que oferecem o melhor de dois mundos: turismo e maconha. Conheça mais sobre eles e mude seu roteiro de férias desse ano! 

 

Portland, Oregon (EUA)

 

 

Na costa oeste americana, onde todos os estados já legalizaram a maconha, a cidade de Portland merece um lugar especial no itinerário de quem programa conhecer um destino verde. Além de ostentar uma cena canábica digna de uma visita, a cidade também oferece muita natureza, atividades outdoor, gastronomia de qualidade, artes e, claro, maconha.

 

Maui, Havaí (EUA)

 

 

O paraíso do Pacífico é também um destino verde. Berço de alguns dos melhores cultivos caseiros dos Estados Unidos, o estado havaiano legalizou a cannabis medicinal e recreativa em 2000, o que atrai muitos entusiastas da maconha que também curtem boas ondas, belas praias e o calor da cultura e do lifestyle que só o Havaí pode proporcionar. 

 

Barcelona, Espanha

 

 

A cidade catalã foi a primeira na história da Europa a legalizar a maconha. As leis do país aprovam que residentes cultivem a planta para fins medicinais e recreativos. Porém, o Estado não permite a venda e o consumo em locais públicos, então vale a pena entender quais os lugares mais tranquilos para acender. Depois da sessão, visite o belíssimo - e meio psicoldélico - Parque Güell, desenhado pelo genial arquiteto Antoni Gaudí. 

 

Praga, República Tcheca

 

 

 

Entusiastas da maconha podem se surpreender com Praga, uma das cidades mais amigáveis aos maconheiros do mundo. Além da República Tcheca ter leis amenas quanto a muitos psicoativos, incluindo ecstasy e cocaína, consumidores de maconha podem plantar até 5 pés de cannabis em casa e portar até 15 gramas da erva. Por esse motivo, além das belezas históricas e da vida noturna vibrante, a cidade merece entrar nessa lista de destinos verdes. 

 

Christiania, Dinamarca

 

 

 

A área localizada dentro da capital dinamarquesa, Copenhague, foi declarada independente, uma vez que as leis do país ainda não permitem o consumo de cannabis. Virou destino popular de turistas canábicos por sua autêntica atmosfera hippie e os festivais 420 que promove. Com um mercadinho onde é possível comprar buds e hashs, a comunidade tenta se preservar, impedindo que turistas fotografem o que rola por ali.

 

Fotos: Wikimedia e Pixabay - Creative Commons

Please reload

gt-banner-quadrado-volta-ao-mundo.gif

destaques

Please reload

nas redes sociais

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

INSTAGRAM