© 2017 by GanjaTalks

  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Análise de dados: diversificação para entender o mercado

05/02/2018

 

As vendas de maconha medicinal e recreativa nos Estados Unidos podem chegar a US$ 11,7 bilhões este ano, segundo levantamento da New Frontier Data, empresa especializada em análise de dados sobre o mercado da cannabis, que também prevê um aumento de 25% para 2019. Em sete anos, a expectativa é de que a indústria legal da maconha no país atinja a marca de US$ 25 bilhões. Nove estados - Alasca, Califórnia, Colorado, Oregon, Massachusetts, Maine, Nevada, Vermont e Washington, juntamente com Washington DC - já legalizaram o uso de maconha recreacional. Os estados com vendas legalizadas de maconha arrecadaram mais de US$ 1,6 bilhão em impostos desde que os programas começaram.

 

Os dados levantados pela New Frontier Data, assim como por outras empresas que fazem esse serviço são essenciais para a mensuração e análise de potenciais mercados e nichos da cannabis. Por isso, a empresa investe na diversificação de sua força de trabalho para entender melhor o funcionamento interno dos mercados globais. Combinar diferentes nacionalidades, gêneros, faixas etárias e origens religiosas no quadro de pesquisadores é uma estratégia de negócios da New Frontier Data, conforme explica ao Marijuana Business Magazine sua fundadora e CEO, Giadha Aguirre de Carcer: "Se você tem uma equipe de homens brancos entre 20 e 40 anos, você pode não entender o que uma mulher afro-americana de 60 pode querer de seu produto ou seus serviços".

 

Com a expectativa de ter 50 funcionários até o fim do ano, a New Frontier Data possui colaboradores de países como Quênia,Itália, Coréia, Líbano, Irã, China, América Latina, Ásia, África, Caribe e Estados Unidos. Além disso, a diversificação inclui filiações políticas, origens religiosas, orientação sexual e experiências de trabalho - há espaço para republicanos, democratas, libertários, católicos, muçulmanos, budistas, ateus, gays, lésbicas, veteranos. 

 

Graças a suas diversas origens, defende Giadha de Carcer, os funcionários estão mais bem posicionados para entender como religião, política e outros fatores podem influenciar a demanda de cannabis - especialmente em mercados internacionais como a América Latina, onde a New Frontier Data planeja expandir suas atividades de análise de mercado em um futuro breve. 

 

Saiba mais em: 

Marijuana Business Magazine

 

Please reload

gt-banner-quadrado-volta-ao-mundo.gif

destaques

Please reload

nas redes sociais

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

INSTAGRAM