© 2017 by GanjaTalks

  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Cannabis na mira da pesquisa científica: veja quatro estudos sobre a planta

02/22/2019

Ainda restritas em muitos países onde a maconha é ilegal, as pesquisas científicas são importantes ferramentas para a construção de conhecimento empírico sobre a cannabis. E, à medida que seu uso para fins medicinais e recreativos se expande legalmente, as restrições que impedem estudos dão lugar ao investimento nesta área.

 

Em agosto de 2018, por exemplo, o DEA (Drug Enforcement Agency) tomou medidas para aumentar drasticamente a quantidade de cannabis cultivada legalmente para fins de pesquisa nos Estados Unidos, fato que também facilitou a realização de estudos e descobertas.

 

Destacamos quatro importantes estudos sobre a cannabis desenvolvidos ao redor do mundo em 2018, que se aprofundam na questão de seus benefícios medicinais e preparam o caminho para a legalização.

 

Cannabis e idosos

 

Em muitos locais onde o consumo de cannabis é permitido, o número de idosos que consomem cannabis medicinal tem crescido de maneira acelerada, porém, pessoas com mais de 65 anos são menos propensos a votar a favor da legalização - fato que pode ser remanescente da “guerra às drogas”.
 

Um estudo publicado em fevereiro de 2018 no European Journal of Internal Medicine, pode tirar os “velhinhos” de cima do muro. Novecentos idosos israelenses (75% dos quais não tinham histórico prévio de consumo de cannabis) fizeram uso de cannabis medicinal para dores crônicas durante 6 meses, e 93% relataram melhora nos sintomas, além de uma média de redução de dor de 8 para 4 (em uma escala de 0 a 10).

 

Cannabis e opioides

 

Enquanto algumas pessoas usam o argumento de que “cannabis é porta de entrada”, existem estudos que comprovam exatamente o contrário. Os norte-americanos enfrentam problemas com dependência de opioides e pesquisadores veem na cannabis uma forte candidata à solução.

 

Realizado em novembro de 2018, um estudo mostrou que em locais onde há dispensários de cannabis medicinal, o número de overdoses por opioides é significativamente reduzido. O estudo mostra que pacientes que reduzem o uso de derivados do ópio em favor da cannabis medicinal veem melhores resultados com o tratamento da dor e, assim, diminuem sua dependência de opióides, alguns conseguindo se livrar totalmente do vício.

 

Cannabis e autismo

 

Mais um estudo israelense, publicado na prestigiosa revista Neurology, examinou o efeito da terapia médica com cannabis em crianças do espectro autista. De acordo com o doutor Adi Aran, diretor da unidade de neurologia pediátrica do Hospital Shaare Zedek, em Jerusalém, o tratamento com medicação com alta concentração de CBD melhorou a condição de 80% das crianças que participaram do estudo.

 

As crianças foram tratadas com óleo de cannabis com concentração de 20% de CBD e 1% de THC por pelo menos sete meses. Ao final do período 80% dos pais das crianças que participaram do estudo relataram uma diminuição no comportamento problemático, com 62% relatando que o comportamento de seus filhos melhorou significativamente

 

Cannabis e depressão

 

Para fechar a lista, escolhemos um estudo conduzido no Brasil, pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP) da USP. O experimento foi feito com 367 animais (ratos e camundongos) selecionados por cruzamento para desenvolver sintomas de depressão, além de submetê-los a situações de stress, como o teste de nado forçado.

 

Antes do teste, uma parte dos animais receberam dosagens de canabidiol em solução salina, enquanto outra parte dos animais recebeu somente a solução salina. Os cientistas constataram que o canabidiol induziu efeitos semelhantes a antidepressivos agudos e sustentados por até sete dias após uma única administração, em animais submetidos a diferentes modelos de depressão (incluindo modelos de estresse e modelos de suscetibilidade genética).

 

Ainda que sejam fascinantes as descobertas dos estudos citados acima, devemos lembrar que ainda há muitas obstruções no mundo todo sobre pesquisas com cannabis. Torcemos para que esses estudos tenham cada vez mais incentivos, para que todos tenham conhecimento dos diversos efeitos que a cannabis pode nos proporcionar.

 

 

Please reload

gt-banner-quadrado-volta-ao-mundo.gif

destaques

Please reload

nas redes sociais

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

INSTAGRAM