© 2017 by GanjaTalks

  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Malta legaliza, com restrições, cannabis medicinal no país

04/01/2018

 

Um paraíso rodeado pelo Mar Mediterrâneo, de águas cristalinas, belas paisagens e um clima incrível. O arquipélago localizado a menos de 100 km da Sicília, na Itália, atrai jovens intercambistas do mundo todo, além de aposentados europeus, que se beneficiam do "Plano de Aposentadoria de Malta”, que concede a cidadãos da União Europeia residentes no país uma taxação de apenas 15% no imposto de renda. Além disso, Malta também tem o quinto melhor sistema de saúde do mundo, segundo a OMS, gratuito a todos os cidadãos, e, na última semana, legalizou oficialmente a cannabis para usos medicinais, embora com grandes - e polêmicas - restrições. 

 

A nova lei permite que médicos prescrevam cannabis a pacientes que sofram de uma entre três possíveis condições: dor crônica, problemas musculares decorrentes da esclerose múltipla e que sofram dos efeitos colaterais de quimioterapia. Só pacientes nesses quadros específicos podem solicitar o cartão médico de cannabis, emitido pelo Superintendente de Saúde Pública de Malta.

 

Com o cartão e prescrição em mãos, pacientes podem comprar medicamentos à base de cannabis medicinal, assim como a planta pura, disponíveis nas farmácias do país. A lei, porém, ainda não regulamenta o consumo por combustão como tratamento terapêutico - buds podem ser usados em vaporizadores e infusões, mas não queimados em um cigarro, mesmo por pacientes devidamente cadastrados, o que pode gerar controvérsias. 

 

A legalização da cannabis para uso medicinal, ainda que restrita, foi comemorada por grupos pró-cannabis do país, como ReLeaf, que se manifestaram favoráveis aos avanços legais da planta medicinal no país e sugeriram que o governo mantenha o preço do medicamento acessível para os pacientes. "Embora haja espaço para maior clareza sobre itens como a rotulação precisa do THC e do CBD, bem como a melhoria da diferenciação necessária entre o medicamento THC/CBD e o CBD, este é um passo positivo para a saúde maltesa. sistema em geral ”, afirmou o grupo ReLeaf em declaração pública. 

 

Saiba mais em

High Times

Malta Today

BBC

ReLeaf

 

Imagem: Raisa Tarasova

 

Please reload

gt-banner-quadrado-volta-ao-mundo.gif

destaques

Please reload

nas redes sociais

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

INSTAGRAM