© 2017 by GanjaTalks

  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Setor de serviços na onda da maconha legal

05/08/2018

O impacto da legalização da cannabis não está apenas ligado à atividade de cultivos, dispensários, laboratórios e coffee shops - a nova simbolização da planta desperta o interesse de empresas que não necessariamente se inserem na cadeira produtiva dos buds. Turismo, gastronomia, design, logística... o setor de serviços converge com o lifestyle canábico e com as novas demandas do incipiente mercado, gerando negócios que ajudam a desenvolver a indústria. 

 

À medida que as vendas de maconha legalizada e regulamentada crescem, o mesmo acontece com as empresas que estão surgindo em torno dela. E, para os que buscam um lugar ao sol no Green Rush, selecionamos algumas ideias de serviços que florescem com o mercado legal de maconha. 

 

Aulas de arte

 

Entusiastas da cannabis concordam que determinadas genéticas têm o poder de ampliar a criatividade e despertar inspiração para as artes. Por que não, então, unir dois rituais em um modelo de negócios? Em 2014, no Colorado, onde a maconha é legalizada, a empreendedora Heidi Keyes criou o Puff Pass e Paint, um curso de pintura cannabis-friendly - os materiais de pintura e a mentoria ficam por conta da escola, enquanto os alunos levam sua própria cannabis. A demanda foi tão alta desde o início que ela rapidamente expandiu para outros estados onde a maconha recreativa também é legal. 

 

Florista

 

A Lowell Herb Co. é uma fazenda familiar na Califórnia que cultiva cannabis - e cujos buds também são vendidos em forma de arranjos e buquês aromáticos e super atraentes, além de orgânicos, claro. A ideia de aproveitar a planta como um todo, incluindo as folhagens, e transformá-la em vários produtos, dá espaço ao trabalho artesanal de floristas, que aproveitam a um mercado consumidor vasto e multifacetado para atrair a atenção do público feminino. 

 

Design de interiores

 

Uma boa forma de elevar a indústria da cannabis é através do design, seja no branding de uma marca, seja em seus espaços físicos. Ao criar espaços de varejo sofisticados voltados ao mercado da maconha legal, empresas também promovem profissionalismo, legitimidade e sustentabilidade, valores dos quais a reputação da cannabis é carente. A startup The High Road Design Studio, sediada no Arizona, se especializou nesse nicho e, desde 2013, já elaborou mais de vinte projetos de dispensários em 13 estados americanos, como o Gnome Grown, em Oregon, no vídeo abaixo:

 

 

 

Entrepreneur

Forbes

Equities

 

Imagem: Herb

 

 

 

 

 

Please reload

gt-banner-quadrado-volta-ao-mundo.gif

destaques

Please reload

nas redes sociais

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon

INSTAGRAM